sábado, 14 de maio de 2016

A Rapariga no Comboio - resenha

Hallo!!!!!!
Sim, sim... Tenho andado bastante desaparecida... 

Ainda estou na fase de tentar conciliar todas as leituras e resenhas com a escola e a vida do dia-a-dia de adolescente ( sim, sim... Quem pensa que vida de adolescente é fácil, desengane-se!!)

 Hoje trago um livro bastante conhecido e com bastante sucesso que, por acaso, só me puxou o interesse devido ao trailer do filme!  






Então vamos lá!

Ficha técnica: 
Título: A Rapariga no Comboio 
Título original: The Girl on the Train
Autora: Paula Hawkins
Nº de páginas: 318
Editora: TopSeller

 Sobre a autora...
"Foi jornalista na área financeira durante quinze anos, antes de se dedicar inteiramente à escrita de ficção. Nascida e criada no Zimbabué, mudou-se para Londres em 1989, onde vive atualmente. A Rapariga no Comboio é a sua primeira obra, que imediatamente se tornou um verdadeiro fenómeno mundial, com mais de 2 milhões de livros vendidos em apenas 3 meses."





A Rapariga no Comboio conta-nos, na primeira voz, momentos da vida de três mulheres muito distintas.
Rachel é a personagem principal; Vítima de um constrangimento que faz com que o seu casamento acabe, Rachel torna-se alcoólica acabando por perder o emprego e o controlo da sua vida. Não se conformando com a traição do seu marido e a sucessiva troca por uma mulher mais bonita (que lhe pode dar o que ele quer), Rachel sente-se perdida afogando as suas mágoas na bebida. Quando perde o emprego, Rachel não o conta à sua companheira de casa para esta não se afligir; O seu plano é simples: Todas as manhãs parte para Londres de comboio e finge que vai trabalhar. Rachel adora as viagens do comboio e acha o som dos mesmos relaxante e, em todas as suas viagens,imagina a vida dos habitantes das casas por onde o comboio passa.


Quanto a Megan, existe um segredo por detrás da sua insatisfação com a vida. Insaciável e bastante desequilibrada, esta bonita mulher vê fechar a galeria onde trabalha ficando por casa uns tempos.
Tem um marido incrível que a ama muito e que a apoia em tudo, estando sempre ao seu lado para os momentos bons e maus. No entanto, Megan, apesar de o amar, não se contenta com ele, acabando por cometer algumas infidelidades à procura de se sentir mais completa, mais saciada. 


Anna é a terceira mulher da trama. Foi amante de Tom, o (ex)marido de Rachel, e agora vive ( na casa que chegara a ser de Tom e Rachel) e é casada com Tom com quem tem uma filha adorável chamada Evie. Anna deixou de trabalhar para se concentrar na família que tanto ama e estima, acabando por ficar um pouco paranóica em relação a Rachel. 

Tenho de admitir que, nas primeiras páginas,  o livro não é me empolgou muito. Porém, quando as vidas das personagens se começaram a interligar desenvolvendo, também, a trama e o drama, o livro tornou-se bastante cativante e empolgante. 
Cheguei a inventar mil e uma teorias, fui levada a acreditar em vários criminosos diferentes no entanto só cheguei à verdade quando a revelação estava quase a ser feita! 
Este livro "trocou-me as voltas" mas sem nunca me desapontar! A ânsia de saber o que acontecera e às mãos de quem entusiasmou-me e fascinou-me bastante!
Muito bem escrito e bem pensado é um livro que aconselho, sem dúvidas, todos os meus leitores a ler! 
E tu, já leste a rapariga no comboio? O que achaste??


-Banal Girl 











20 comentários:

  1. Eu comprei este livro no próprio mês em que ele saiu e li-o logo nessa altura.

    Eu tenho de admitir que o livro não me fascinou tanto quanto eu pensava. É claro que a trama é boa e está bem construída, mas penso que ao mesmo tempo é demasiado confusa.

    No entanto, mal posso esperar para ir ver o filme. Já vi o trailer e fiquei com bastante vontade.

    Adorei o teu blog!!! Já ganhaste mais uma leitora assídua por aqui!!! Convido-te a visitares também o meu!!
    Até lá!!
    http://thebooksonmyshelfs.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá ! Fico bastante feliz por gostares do meu blog! Também gosto do teu e já estou a seguir!
      Quanto ao livro, como não me chamou muito a atenção quando saiu e só me puxou interesse depois de ver o trailer do filme, não estava com expectativas muito elevadas por isso não tive desilusões! eheh
      até à próxima! :)

      -Banal Girl

      Eliminar
  2. Li o livro pouco depois de ter saído e gostei muito, ao contrário de ti gostei logo e prendeu-me logo de início. Gostei das reviravoltas que a autora deu e também não imaginei quem era o "mau" da fita, apesar de imaginar mil e uma teorias. Surpreendeu-me! Há pouco tempo vi o filme e está espectacular! Uma excelente adaptação do livro! Já viste o filme?

    ResponderEliminar
  3. Quando o livro saiu, criei uma grande expectativa à volta dele. Uma amiga ofereceu-mo de presente e mergulhei na leitura para apanhar uma grande desilusão. Não achei a história muito cativante e como policial não achei que funcionasse muito bem. Havia uma crítica a este livro que dizia que era para os fãs de Gillian Flynn, mas não concordo em nada. 'Em Parte Incerta' é fantástico e 'A Rapariga do Comboio' fica muito aquém. Quando foi revelado o assassino ainda me entusiasmei durante um bocadinho, mas pouco durou, porque não gostei da forma como as coisas se encaminharam para o final. Também já vi a adaptação cinematográfica e não gostei.

    ResponderEliminar
  4. Não vi o filme, nem li o livro. Gostava muito de o ler, apesar das opiniões divergentes.

    ResponderEliminar
  5. Confesso que não achei o livro nada de especial, estava à espera de muito mais :/

    ResponderEliminar
  6. Gostei bastante do livro apesar de o inicio ser realmente um pouco parado.

    ResponderEliminar
  7. Adorei o trailler e estou desejosa de ler o livro,mas o filme pareceu-me muito parado....

    ResponderEliminar
  8. Gostei deste livro mas confesso que esperava mais... li tantas opiniões tão boas que as minhas expectativas estavam muito altas... não é dos melhores thrillers que já li mas vale a pena.

    ResponderEliminar
  9. Li este livro por curiosidade devido à sua "fama". Gostei bastante e percebo o porquê da sua popularidade: é fácil de ler e a história é empolgante.

    ResponderEliminar
  10. Li o livro há pouco tempo... Tinha visto antes o filme, ajudou a perceber mas assim já não foi surpresa! Acho ambos bem construídos :)

    ResponderEliminar
  11. Aguardo o próximo livro dela com vontade, já que ouvi dizer que é melhor que este. :)

    ResponderEliminar
  12. Ainda não li, mas estou muito curiosa. Já ouvi as mais diversas opiniões. Umas que gostaram muito, outras que nem por isso... mas quero ler para poder dizer de minha justiça1

    ResponderEliminar
  13. Gostei muito do livros, a maneira como aborda o problema do alcoolismo pelo meio do drama, muito bom

    ResponderEliminar
  14. Tenho de confessar que vi o filme e não li o livro e, por já saber o enredo e o final, não me puxa para ler, se bem que, por norma, o livro seja sempre melhor que o filme :)

    ResponderEliminar