domingo, 17 de dezembro de 2017

Síndrome de Peter Pan, resenha

Boa tarde,

Hoje trago a minha opinião do livro enviado pela Castor de Papel chamado Síndrome de Peter Pan.


Neste livro, através da troca de emails entre um português e uma brasileira, é explorada a Síndrome de Peter Pan. Ao longo do livro, vemos crescer uma relação entre estes dois adultos e como as ações do homem nos permite concluir que este sofre da Síndrome de Peter Pan.
Para além dos vários exemplos de atitudes do homem que sofre desta síndrome temos a explicação e a indicação de como é que podemos identificar atitudes e pessoas que sofrem da síndrome. 

Quando me foi proposta a leitura deste livro eu fiquei bastante curiosa. Nunca tinha ouvido falar desta síndrome e poder ver como ela se manifestava numa relação pareceu-me super interessante. 
Este livro resume-se numa troca de emails entre um homem e uma mulher onde pudemos ver crescer o amor entre eles tal como a manifestação da Síndrome. Quanto à relação entre os dois, penso que cresceu demasiado rápido. Achei-a pouco realista e acho que não me envolveu. 
Algo interessante e original é o facto de que, depois de cada troca de emails e no final de cada capítulo, a autora explica em que momentos podemos observar a síndrome. Apesar disso, devo de confessar que não gostei muito deste livro e que este, ao contrário do que pensava inicialmente, não me cativou muito.
Acredito que se alguém estiver a estudar esta síndrome e tiver interesse nela, este livro será perfeito, no entanto, para alguém como eu que queria uma leitura leve, cativante mas que me fizesse aprender algo, não é, de todo, o melhor. Com as excessivas explicações torna-se maçador e com o romance pouco realista, torna-se chato. Mas volto a frisar que quem tiver mesmo interesse nesta síndrome, este é o livro perfeito.
Classifico esta obra com 2,1 em 5.

Desejo-vos um resto de bom fim-de-semana.


Sem comentários:

Enviar um comentário