terça-feira, 4 de julho de 2017

Nos Braços do Vagabundo - opinião

Olá!

Espero que esteja tudo ótimo por aí e que estejam a ter um ótimo mês de julho!
Aqui está, finalmente, a minha opinião de Nos Braços do Vagabundo! Sei que demorou algum tempo a chegar mas isso foi porque ainda estava a tentar perceber os meus sentimentos perante este livro! Depois de muito refletir, Cheguei a uma conclusão!! Continuem a ler para saber qual! :) 




Ficha técnica: 
Título: Nos Braços do Vagabundo
Autor: Letícia Brito
Nº de páginas: 123
Editora: Chiado Editora
Sobre a autora...
Letícia Brito nascida a 3 de dezembro de 1996, natural e residente no Município de Paços de Ferreira, é uma jovem apaixonada pela escrita.
Formada em Fotografia, outra das áreas que a apaixona, ambiciona prosseguir o sonho que a move desde os 10 anos, quando começou a dar os primeiros passos na escrita enquanto tentava imitar a irmã mais velha.
Em Outubro de 2015, Letícia Brito foi a grande vencedora do concurso nacional “Geração Arte” promovido pelo diário “Correio da Manhã”.
Vê agora o seu sonho de menina ser concretizado, assinando a sua primeira obra “Nos Braços Do Vagabundo”, um thriller cativante e dramático, sobre uma das temáticas que tem sensibilizado o mundo no último século; a depressão, aliado ao sentimento mais poderoso de todos – o amor.

- - - - . - - - - 

  Em Nos Braços do Vagabundo, conhecemos um casal:Sofia e Francisco. Desde muito novos, e porque gostavam imenso um do outro, tinham o plano de ficarem juntos para o resto das suas vidas. As pessoas que os rodeavam apoiavam e acreditavam plenamente neste projeto pois achavam que era o que iria acontecer. No entanto, este plano tinha lacunas e acabou por fracassar. 
  Sofia, uma jovem jornalista, acaba por entrar numa grande depressão pois não consegue lidar com a separação e com a perda do primeiro amor.



  Primeiramente, este livro é classificado como sendo um thriller. Para mim, um thriller é uma narrativa que é assente numa intriga de crime ou mistério, tensão e suspense. Neste livro só senti a parte da tensão acabando por não sentir bem o que sinto quando leio um bom thriller. Desta forma, não considero este livro como um thriller.

  Inicialmente, pensei que este livro se tratasse de uma história de superação. Tinha mesmo a ideia de que Sofia ia sofrer um pouco no início do livro mas que depois ia superar e arranjar um "vagabundo" mas que a tratasse bem. Estava à espera de algo como After. No entanto, isso não aconteceu.
 Letícia leva-nos, com esta obra, para um lado mais sombrio e triste do romance, do amor. Imaginamos sempre este como algo incrível que só nos faz passar momentos bons. Neste livro, conhecemos o lado que tentamos ignorar. Estas situações e casos existem; Existem muitas Sofias neste mundo que pensam em pôr fim à sua vida porque não aguentam com a dor devido à perda de um amor. Acho que foi um tema muito bem escolhido e abordado e aplaudo a escritora por ter a capacidade de o abordar.

  É um livro bastante pesado e complicado. Eu, pelo menos, tive muita dificuldade em lê-lo. Estava sempre "mas ela não acorda para a vida e não ultrapassa isto uma vez por todas???". Mas, depois de refletir, dei-me conta que talvez a intenção foi sensibilizar para estes casos e mostrar que estes acontecem a muitas mulheres e também a homens e que, por vezes, nós os subestimamos e achamos que é só "fita". Não, não é só fita. Estas pessoas encontram-se a sofrer, devemos apoiar e tentar ajudar. 

A minha classificação final deste livro é 3,2 em 5!

With love,
Banal Girl
 



7 comentários: